e-Stories.org - Read short stories and poems online!

Stories and Poems at e-Stories.org
 
Language: English - French - German - Italian - Portuguese - Spanish - Dutch
 
| Home | FAQ | Impressum | Contact |

Linie
Read

Short Stories/Novels
... in english
... in french
... in spanish
... in portuguese
... in dutch
... in italian
... in german

Poems
Our Authors
... worldwide

Linie
Interactive

My favorite book
Find Penpals
Forum
Never Ending Stories

Linie
Authors

Members Area
Publish your Works





From the category „Fantasy“ (Short Stories / portuguese):

Flavio Cruz

Feitišo da Terra? Feitišo da Lua?


Era uma grande procissão, uma linha interminável na estrada. Alguns, como bêbados, saíam às vezes do asfalto, depois voltavam.  Outros, monótonos, andavam em linha reta. Havia maltrapilhos, havia bem vestidos, havia luxo, havia miséria. Uns estavam cabisbaixos, outros pulavam com falsa alegria. Multidão insana, incoerente, dependente de líderes que não estava lá. Uns falavam incompreensíveis palavras. Contavam contos sem fim e sem final e cantavam partes de cançōes que não se cantavam mais.
De onde vinha aquela turba, como tinha tudo começado? Dizem alguns que começou de quase nada, de alguns poucos, que, aos poucos foram aumentando. Foram ficando cada vez mais estranhos, cada vez mais sem sentido.  Havia quem dissesse que aquilo era o começo do fim do mundo. Havia quem dissesse que era uma nova seita, daquelas que sempre aparecem. Outros afirmavam que eram filhos de uma nova era, rejeitados e escravizados por vontade própria. Uns poucos garantiam que eram adoradores de máquinas divinas, que tinham chegado de outros mundos.
Cheguei mais perto. E vi que havia uma luz pálida em uma das mãos. E a palidez se espelhava nos olhos daqueles seres. E era mágico, estavam hipnotizados.
De repente, sem querer, sem saber, estava no meio deles. E a luz pálida veio também de minha mão e meus olhos ficaram enfeitiçados por ela. Só então percebei que era um pesadelo. Era, porém, um paradoxal pesadelo do qual não queria mais sair, ninguém queria sair.
E a fantástica procissão prosseguia, prosseguia por aquela estrada sem fim.
Talvez fosse uma estrada em círculo, mas ninguém queria saber. O que importava era a luz pálida das mãos. Era uma noite de luar e a luz pálida da Lua se confundia com a palidez da luz dos homens.
Feitiço da Terra? Feitiço da Lua?

 



All rights for „Feitišo da Terra? Feitišo da Lua?“ belong to its author (Flavio Cruz).
It was published on e-Stories.org by demand of Flavio Cruz
Published on e-Stories.org on 12/25/2016.


Contact Flavio Cruz:

e-Mail:ffcruz2003gmail.com
(Spam Protected - Please type eMail-Address by hand)

You may write the author in the following languages: english portuguese
Homepage:http://www.cronicasamericanas.com
Recommended Links:


Did you like this Short Story?

Rate this Short Story or write only a comment: (Mark: 1 It┤s great - Mark 6: Weak)
No mark123456
Comment:
You may write the author in the following languages: english portuguese
Your Forum-ID:   
How does this work?
Password:
  
No ID yet / Password lost?
Our authors and e-Stories.org would like to hear your opinion!
But you should comment the Short Story and not insult our authors personally!

Does this Short Story violate the law or the e-Stories.org submission rules?

Please let us know!
 
 Please choose:
 
 
 -Read other works of Flavio Cruz and learn more about the person  
 -Other Short Stories in „Fantasy“ 
(Or: Only in portuguese)
 
 -View list of all Authors 
 -I would like to add some background information to this Short Story (Author only). 
 -I would like to update the text / category (Author only). 
 

© 1999-2017 e-Stories.org - Joerg Schwab
We are not responsible for content written by our authors and visitors and for links outside our domain e-Stories.org. - Our privacy policy