Flavio Cruz

Crônica de um amor de Carnaval

O carnaval da Lindinha foi maravilhoso. Entre outras grandes emoções, ela conheceu o Cristóvão. Silva era seu sobrenome, mas ela nunca perguntou. Pularam, pularam. Beberam umas e outras, mas nem tantas assim. O amor, sim, era tanto que nem fantasia usaram. Para quê? Era gostoso, assim, olhar um para a cara do outro.
O carnaval acabou, Lindinha ficou para cá, o Cristóvão foi para lá, para onde não se sabe. O tempo passou. Para ser mais exato, foram nove meses que se passaram. E uma menina nasceu, linda, alegre. Gostava muito de pular, era uma gracinha. A mãe, decepcionada com a ausência paterna, lhe deu o nome de Colombina.
A Colombina cresceu e um dia perguntou: por que tinha aquele nome? A mãe explicou. O pai era um navegador e se chamava Cristóvão Colombo. O Colombo, ela inventou. A Colombina insistiu, queria saber por onde ele andava. Lindinha, então falou: andar, ele não anda não. Ele navega. Por mares distantes, longe daqui. Se ele volta? Acho que não, querida, deve estar em  outros mares. Mares distantes, e que também precisam ser navegados. Explorador, ele era, mas de oceanos nunca dantes explorados.
A Colombina cresceu, virou mulher. Nunca pulou carnaval, pois a mãe nunca deixou. Tinha medo de que outro navegador – Cabral, Vasco ou Américo Vespúcio - viesse por essas terras aportar. Seria perigoso pular ou dançar. Dançar assim como ela dançou...

All rights belong to its author. It was published on e-Stories.org by demand of Flavio Cruz.
Published on e-Stories.org on 02/08/2016.

 
 

Comments of our readers (0)


Your opinion:

Our authors and e-Stories.org would like to hear your opinion! But you should comment the Poem/Story and not insult our authors personally!

Please choose

Previous title Next title

More from this category "Life" (Short Stories in portuguese)

Other works from Flavio Cruz

Did you like it?
Please have a look at:


Joana, Jerônimo, e o Caleidoscópio - Flavio Cruz (Life)
A Long, Dry Season - William Vaudrain (Life)
Heaven and Hell - Rainer Tiemann (Humour)