Flavio Cruz

Saudades de um tempo que se foi

 
Sinto muito, amigos dos anos 60, mas o Elvis morreu e não volta mais. Os Beatles se separaram e nunca mais se juntaram outra vez. É inútil discutir o porquê. Ninguém mais faz chorinho, embora agora haja muito mais coisas pelas quais se chorar. O homem já desistiu de ir outra vez para a Lua, embora ela, quase toda noite esteja lá a nos convidar. Diz que vai para Marte, mas até agora é só mais um sonho que temos para sonhar. Não se fazem mais revoluções com mortes heroicas, causas nobres para se lutar. Agora se cortam cabeças e transmitem a cena pela TV, num show macabro, por uma causa que ninguém consegue decifrar.
Amigos queridos, tudo mudou. Eu sei que, por outro lado, existem maravilhas que antes nem podíamos cogitar. Descobertas maravilhosas que nos fazem meditar. Portais abertos para um futuro, difícil de se imaginar. Não sei por quê, entretanto, nos dá uma saudade danada daquele tempo cheio de coisas que não acontecem mais. Talvez seja apenas uma saudade boba, de quem não tem o que pensar...
 

 

All rights belong to its author. It was published on e-Stories.org by demand of Flavio Cruz.
Published on e-Stories.org on 07/24/2015.

 

Comments of our readers (0)


Your opinion:

Our authors and e-Stories.org would like to hear your opinion! But you should comment the Poem/Story and not insult our authors personally!

Please choose

Previous title Next title

Does this Poem/Story violate the law or the e-Stories.org submission rules?
Please let us know!

Author: Changes could be made in our members-area!

More from category"Life" (Short Stories)

Other works from Flavio Cruz

Did you like it?
Please have a look at:

Perto da perfeio - Flavio Cruz (Science-Fiction)
A Long, Dry Season - William Vaudrain (Life)
El Tercer Secreto - Mercedes Torija Mallo (Science-Fiction)