Flavio Cruz

Um suspiro


Um suspiro, breve, surdo, manso, é o que nós somos. É somente isso o que representa nossa vida inteira nesse Universo estupidamente imensurável, absurdamente incompreensível. Mal ouvido por nós mesmos, pelos outros, pelas pessoas que nos amam. Encontramos inúmeras desculpas para nos afastar dessa ideia. Falamos de nossas almas, de nossa inteligência, de nossa capacidade de viajar pelo espaço sideral. Mas, convenhamos, no fundo somos um pontinho que praticamente não existe. Imperceptível, intangível, inconsequente, mesmo aqui em nossa própria constelação.
Não é o que sentimos, no entanto. Somos movidos por um incrível orgulho, uma sensação de presunção, de poder, que parece até ridículo, se considerarmos o resto do Cosmos. Há, dentro de nós, uma motivação, uma vontade que, às vezes, nos torna heróis ou gênios e que, outras vezes, nos transforma em monstros. A verdade é que tudo isso é um nada, dentro de uma minúscula gota de água, dentro de um infinito oceano.
No entanto, todos os dias, a todo instante, este suspiro, breve, surdo, suspira por outro suspiro também surdo e breve, formando um compasso, uma onda, uma diminuta energia que de alguma forma é percebida. Alguns chamam essa conexão de amor. Percebido, medido, talvez, num laboratório sofisticadíssimo, ultrassensível, do Criador. Só ele mesmo para observar tão minúsculo ponto no Universo.

 

All rights belong to its author. It was published on e-Stories.org by demand of Flavio Cruz.
Published on e-Stories.org on 08/15/2015.

 

Comments of our readers (0)


Your opinion:

Our authors and e-Stories.org would like to hear your opinion! But you should comment the Poem/Story and not insult our authors personally!

Please choose

Previous title Next title

Does this Poem/Story violate the law or the e-Stories.org submission rules?
Please let us know!

Author: Changes could be made in our members-area!

More from category"Love & Romance" (Short Stories)

Other works from Flavio Cruz

Did you like it?
Please have a look at:

O Rei Ricardo III est aguardando no estacionamento - Flavio Cruz (Humour)
Heaven and Hell - Rainer Tiemann (Humour)