Flavio Cruz

Um poema quântico

Há poemas sobre a vida,
há poemas sobre o amor,
sobre o infinito, sobre a alma,
e até sobre coisas banais,
há poemas  também.
Há os que falam de dor,
de ironia, de coragem
e até sobre o humor.
Queria agora, entretanto,
fazer um poema diferente,
ousado, intenso, único,
sobre os átomos vibrantes,
pode você acreditar?
Um poema sobre a Ciência!
Pois é, é isso mesmo.
Penso nas partículas,
subpartículas, invisíveis,
independentes, pendentes,
pendendo no vazio do ar.
Vibrantes, arrogantes
em campos quânticos,
exuberantes a bailar:
quarks, bósons, prótons,
elétrons, pósitrons?
Doidas, incoerentes,
não são elas, agora,
a essência da vida?
Não é galante
essa dança cósmica que,
com graça nuclear,
rara, bela, singular,
elas teimam em dançar?
Não são elas,
nada mais, nada menos
que a própria essência
desse meu poetar?

 

All rights belong to its author. It was published on e-Stories.org by demand of Flavio Cruz.
Published on e-Stories.org on 05/06/2016.

 

Comments of our readers (0)


Your opinion:

Our authors and e-Stories.org would like to hear your opinion! But you should comment the Poem/Story and not insult our authors personally!

Please choose

Previous title Next title

Does this Poem/Story violate the law or the e-Stories.org submission rules?
Please let us know!

Author: Changes could be made in our members-area!

More from category"Life" (Poems)

Other works from Flavio Cruz

Did you like it?
Please have a look at:

Amores - Flavio Cruz (Love & Romance)
Candle of Time - Inge Hornisch (Life)
Dans mon lit - Rainer Tiemann (Love & Romance)