Flavio Cruz

Mentiras,mentiras

Quantas mentiras já foram faladas desde que o homem aprendeu a falar? Quantas falsas declarações de amor, no aconchego dos laresnas alcovas? Quantas mentiras de gente importante, de presidentes, de líderes, de ídolos que chegamos amar?
Quantas mentiras por necessidade, por apuro? Quantas outras, tolas, sem necessidade, só pelo prazer de mentir? Quantas mentiras para gente da própria família, para um irmão, para um pai? Quanta mentira oficial, juramentada, legalizada, autenticada?
Quanta mentira falada, escrita, gravada? Quantas mentiras lavadas, embrulhadas, com lágrimas fortes, pesadas, quase reais?
Esse mundo é feito de mentiras, e, se eliminássemos todas elas, de repente, pouco restaria. Ao contrário, com elas, daria para se fazer um mundo inteiro, todo um universo, quase completo. Faltariam, apenas, alguns pequenos detalhes aqui e ali. Pequenos, mas importantes: seriam as pouquíssimas verdades que se perderam no vasto engano de nossa existência.

 
 
 

All rights belong to its author. It was published on e-Stories.org by demand of Flavio Cruz.
Published on e-Stories.org on 02/07/2017.

 

Comments of our readers (0)


Your opinion:

Our authors and e-Stories.org would like to hear your opinion! But you should comment the Poem/Story and not insult our authors personally!

Please choose

Previous title Next title

Does this Poem/Story violate the law or the e-Stories.org submission rules?
Please let us know!

Author: Changes could be made in our members-area!

More from category"Politics & Society" (Short Stories)

Other works from Flavio Cruz

Did you like it?
Please have a look at:

Crnica do amor perdido - Flavio Cruz (Love & Romance)
Heaven and Hell - Rainer Tiemann (Humour)