Flavio Cruz

A Arritmia rimada do amor

  1. Há amores inconsequentes,
  2. e há os que são recorrentes.
  3. Há os que são um suplício,
  4. por serem parte do ofício.
  5. Há outros que são menos que isso,
  6. num instante dão o sumiço!
  7. Há os que são só carnais,
  8. acabam sendo banais.
  9. Há os que precisam ser pagos,
  10. tendo assim um gosto amargo!
  11. Há aqueles que são violentos,
  12. acabam sendo sangrentos.
  13. Há o amor que é unilateral
  14. e então fere como um punhal.
  15. Há os da adolescência,
  16. podem ser linda referência...
  17. E os de conveniência?
  18. Apenas uma indecência...
  19. Há também o bem mundano,
  20. nada mais que tolo, profano...
  21. Os de pura exibição,
  22. terminam em traição...
  23. Há o amor milionário...
  24. é apenas um salário.
  25. Há aquela paixão proibida,
  26. que se torna uma ferida...
  27. Há os modernos, virtuais,
  28. que ora se tornam bem reais,
  29. ora dissolvem no ar.
  30. Mas há, sim, os de verdade,
  31. cheios de luz, definitivos,
  32. alma e carne, bem vivos,
  33. sem prazo de validade...
 

All rights belong to its author. It was published on e-Stories.org by demand of Flavio Cruz.
Published on e-Stories.org on 08/09/2020.

 

Comments of our readers (0)


Your opinion:

Our authors and e-Stories.org would like to hear your opinion! But you should comment the Poem/Story and not insult our authors personally!

Please choose

Previous title Next title

Does this Poem/Story violate the law or the e-Stories.org submission rules?
Please let us know!

Author: Changes could be made in our members-area!

More from category"General" (Poems)

Other works from Flavio Cruz

Did you like it?
Please have a look at:

abuso da metáfora - Flavio Cruz (Love & Romance)
Flying home - Inge Offermann (General)
RENAISSANCE - Mani Junio (General)