Antonio Justel Rodriguez

ODE MÍSTICA PARA A RACIONALIZAÇÃO DA ALEGRIA



... dobrar, subjugar e acostumar a tristeza ou dor da alma, puro sofrimento,
Bem, vem e chama alegria e estou recebendo com lábios trêmulos,
como se o corpo de repente estranho, como se seu hábito ameaçador
Eu teria evitado para sempre a irrupção de coisas bonitas ou eventos bonitos;
... é, bem, que a alegria quase dói,
enquanto ele furiosamente se pressionava contra a pele do peito para se fazer sentir,
ser reconhecido e assumido e, assim, ser capaz de sentir e falar;
... e são, são tão poucas as gotas de orvalho vivo que aparecem no adil ou ardinal que sou,
que eu os pego e os coloco nas fendas do ser cuidadosamente,
não para que cresçam, não, mas para que não morram;
… em definitivo,
tudo parece voltar àquele momento em que fico parada, muito quieta e me ouvindo,
como se o brilho fraco que tenho estivesse em perigo, e rapidamente
- contra um mar tortuoso de escuridão inédita -
Tive que comandar as forças para acreditar nele em mim, e, mais tarde, amá-lo sem remédio,
contra o terror ou medo que troveja pelo sangue e defenda-o.

***
Antonio Justel Rodriguez
<https://www.oriondepanthoseas.com>
*** 
 

All rights belong to its author. It was published on e-Stories.org by demand of Antonio Justel Rodriguez.
Published on e-Stories.org on 10/07/2021.

 

Comments of our readers (0)


Your opinion:

Our authors and e-Stories.org would like to hear your opinion! But you should comment the Poem/Story and not insult our authors personally!

Please choose

Previous title Next title

Does this Poem/Story violate the law or the e-Stories.org submission rules?
Please let us know!

Author: Changes could be made in our members-area!

More from category"General" (Poems)

Other works from Antonio Justel Rodriguez

Did you like it?
Please have a look at:

Resucitad - Antonio Justel Rodriguez (Life)
Growth - Inge Offermann (General)
Feelings...❤️ - Ursula Rischanek (Love & Romance)